terça-feira, 18 de abril de 2017

PROVAS DE AFERIÇÃO E PROVAS FINAIS

Caros alunos, está disponível no site do IAVE as informações-prova relativas às provas de aferição de 8ºano e às provas finais de 9ºano. Podem consultar aqui. Bom trabalho!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

DESCRIÇÃO

A propósito do conto "Saga", de Sophia de Mello Breyner Andresen, foi redigida a descrição da paisagem avistada por Hans, durante as suas viagens.

Texto coletivo do 8ºB:
Estou encostado à amurada do navio. A noite está calma e cálida, de uma suavidade imensa como um cobertor macio. Observo o olhar magnético da lua que brilha e me ilumina. As estrelas formam constelações que me fazem lembrar Vig. O seu brilho encanta-me. 
O mar é um espelho onde se reflete o luar prateado. À minha frente atravessam-se cardumes coloridos e um golfinho vem fazer-me companhia. Ele quer acabar com a minha solidão. As ondas baloiçam e embalam o navio e os meus sonhos. As madeiras rangem batidas pelas águas que dançam ao som do vento. Absorvo o cheiro a mar que domina esta vasta noite e todo o meu ser. 
O silêncio toma conta da noite, de mim e dos meus pensamentos.

DESCRIÇÃO

A propósito do conto "Saga", de Sophia de Mello Breyner Andresen, foi redigida a descrição da paisagem avistada por Hans, durante as suas viagens.

Texto coletivo do 8ºA:
O luar, a noite, o mar… tudo tão belo e diferente.
Encostei-me à amurada do navio e observo o luar e a imensidão azul das calmarias. O mar calmo brilha intensamente, as estrelas iluminam a noite com o seu brilho. Olho a lua com um olhar magnético, ouço o som do mar nos búzios. As ondas baloiçam como berço que embala o bebé e criam uma melodia calmante. O mar reflete uma grande e reluzente mancha branca de uma luminosidade sem retorno. As estrelas formam um painel infinito que combate a escuridão da noite. Sobre uma ondulação leve e transparente, como bailarina ao sabor do vento, vejo os peixes numa junção de cores e sentidos. Penso no mar de Vig e absorvo o cheiro a maresia que me completa.
Deixo que a noite se entranhe em mim.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

CITAÇÕES DE LUÍS DE CAMÕES

São muitas as frases, usadas atualmente, que pertencem a Luís de Camões. No entanto, muitas pessoas que as usam, nem dão por isso, de tal maneira se entranharam na língua portuguesa. Para que seja atribuído "o seu a seu dono", aqui fica o levantamento feito no site Citador.
E são imensas as expressões camonianas usadas no dia a dia:
  • "Amor é fogo que arde sem se ver."
  • "É fraqueza entre ovelhas ser leão."
  • "Quanto mais pode a fé que a força humana"
  • "Melhor é experimentá-lo que julgá-lo. / Mas julgue-o quem não pode experimentá-lo".
  • "Que outro valor mais alto se alevanta"